Abr
27

0


Acordo Ortográfico

27.04.2012 – 14:44 Por Lusa

A Federação Regional de Lisboa das Associações de Pais (Ferlap) exigiu esclarecimentos ao Ministério da Educação sobre a aplicação do Acordo Ortográfico, alegando tratar-se de uma convenção multilateral ainda não ratificada por todas as partes.


Em carta enviada ao ministro Nuno Crato, datada de ontem, a Ferlap solicita informação sobre as condições de utilização do acordo e questiona se faz sentido obrigar os alunos a aplicá-lo quando organismos integrantes da estrutura do Estado “admitem publicamente que o não vão utilizar”.

A Ferlap alega ainda que, na comunidade linguística e científica, a validade do acordo “é duvidosa”.

Questionado recentemente sobre esta matéria, o ministro respondeu que o Acordo Ortográfico deixou de ser “uma questão de opinião”. Por seu lado, o secretário de Estado da Cultura, Francisco José Viegas, garantiu, na terça-feira, que não haverá qualquer revisão do Acordo Ortográfico, mas adiantou a hipótese de acertos no Vocabulário Ortográfico Comum, que deverá ficar concluído em 2014.

Na Feira do Livro de Lisboa, Francisco José Viegas disse aos jornalistas que haverá abertura para fazer acertos no Vocabulário Ortográfico Comum a todos os países que ratificaram o Acordo Ortográfico, sendo que falta ainda o acordo de Angola e Moçambique.




Deixe o seu comentário