Mar
9

0


A partir do dia 18 de fevereiro deste ano, o preço anual de ter um nome de domínio Internet, registado no diretório de domínios de Portugal, subiu de 7,99 euros para 11,99 euros por ano, um aumento de cerca de 50%. Este registo é o que permite a qualquer entidade coletiva ou pessoa singular ter uma presença na Internet com um endereço terminado em .pt, como por exemplo publico.pt, ceu.pt, isabelalcada.pt, jose.pt… ou seja, o
Ler mais...

Mar
9

0


Neste episódio do podcast Quarenta e Cinco Graus, Gautam Agarwal fala sobre as forças e fraquezas do cérebro humano e das versões actuais de Inteligência Artificial, e compara esses dois modelos de inteligência. Gautam Agarwal é neurocientista, doutorado pela Universidade da Califórnia (Berkeley), e está actualmente a fazer um pós-doutoramento no Laboratório de Neurociência dos Sistemas do Centro Champalimaud, onde a sua investigação tem passado sobretudo por usar jogos para
Ler mais...

Mar
8

0


A chuva raramente dá descanso a quem está em Pineview. Local onde o passar dos dias o fecha hermeticamente do resto do mundo, é também onde está a cena do crime que desamarra o argumento de Rainswept. O jogador veste a pele do detective Michael Stone e cinco horas depois é fácil ter algo a dizer sobre o título da Frostwood Interactive – e nem tudo são elogios. Produtora: Frostwood Interactive Plataformas: Mac, PC Estamos em 1996 e dois jovens
Ler mais...

Mar
8

0


Muito acontece em apenas dois anos. Em 2017, Mark Zuckerberg pretendia construir uma “comunidade global, fazer do Facebook uma “infraestrutura social” e tornar o mundo “mais aberto e conectado”. Agora, quer dar a milhões de utilizadores “o equivalente digital de uma sala de estar”, e transformar a rede social – bem como o Messenger, o Instagram e o WhatsApp – “numa plataforma de comunicações focada na privacidade”. Num texto publicado nesta quarta-feira, Zuckerberg mostrou como os casos de uso indevido de
Ler mais...

Mar
7

0


A Agência Nacional de Segurança dos EUA está a disponibilizar gratuitamente uma ferramenta que utiliza há anos para descodificar como é que vírus e ataques de cibersegurança funcionam. Chama-se Ghidra e funciona por “engenharia inversa” (reverse enginering no inglês) – trata-se de um processo para descobrir a estrutura e função de programas informáticos. O caso que deitou a confiança por terra A Ghidra foi apresentada nesta terça-feira, em São Francisco, mas há
Ler mais...

Mar
7

0


A chinesa Huawei é a marca cujas vendas de wearables mais cresceram em 2018, com uma subida de 147% face a 2017, e 11,3 milhões de aparelhos enviados para retalho. A fabricante também já tinha liderado as subidas nas vendas de smartphones. Os dados são da analista IDC, que nota que o mercado wearables cresceu 31% no último trimestre de 2018. No total, ao longo do ano, o aumento foi de 28%, com 172,2 milhões de aparelhos enviados para retalho.  Pulseiras desportivas erram muito a
Ler mais...