Mar
19

0


Estaria disposto a suportar um aumento de 2% nos seus impostos ou prestações sociais para beneficiar de melhores cuidados de saúde, melhores pensões, creches ou habitação acessível? Metade dos portugueses ouvidos no âmbito do questionário Risks That Matter, da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), divulgado nesta terça-feira, diz-se favorável a essa possibilidade se o propósito for melhorar o acesso aos cuidados de saúde. Um terç
Ler mais...

Mar
19

0


[unable to retrieve full-text content] Autor: PÚBLICO – Educação          
Ler mais...

Mar
19

0


Os relógios inteligentes da Apple foram capazes de detectar correctamente irregularidades no batimento cardíaco de centenas de utilizadores – uma situação que podia evoluir para problemas de insuficiência cardíaca –, embora também tenham dado origem a vários falsos alarmes. A informação faz parte das conclusões preliminares de um estudo realizado pela equipa de cardiologia da Universidade de Stanford, nos EUA, que acompanhou 419.297 mil utilizadores de vários relógios da Apple ao longo
Ler mais...

Mar
19

0


A flexibilidade de horários. A criação de bancos de horas que permitam ao trabalhador gerir, com o acordo do empregador, o tempo entre o trabalho e as responsabilidades familiares. Os horários concentrados. As compensações, também negociadas com as chefias. Estes são apenas alguns exemplos de medidas que podem ser adoptadas pelas empresas para melhorar a conciliação do trabalho com a vida pessoal e familiar, defende António Saraiva, presidente da Confederação Empresarial
Ler mais...

Mar
18

0


Migrações, alterações climáticas, segurança: os problemas da actual Europa não podem ser resolvidos por um país sozinho. Esta é a opinião de Renaud Dehousse, presidente do Instituto Universitário Europeu, situado em Florença, Itália. Para o especialista em Direito, esta é uma era paradoxal: a cooperação transnacional nunca foi tão precisa, nem tão contestada. Autor: PÚBLICO – Educação          
Ler mais...

Mar
18

0


A rede social Facebook estava esta quarta-feira inacessível ou com várias das suas funcionalidades indisponíveis para inúmeros utilizadores em grande parte da Europa e da América do Norte, bem como em algumas áreas do Brasil e do Sudeste Asiático. De acordo com sites independentes de monitorização do acesso à rede, a falha está a ser sentida desde as 16h (hora de Portugal continental). O Instagram, outra rede detida pela empresa de Mark Zuckerberg, encontra-se
Ler mais...