Ago
17

0


De acordo com a Autoridade Nacional das Comunicações (Anacom), a taxa de crescimento em relação aos primeiros três meses deste ano foi de 1,1%.

Os serviços móveis registaram, no segundo trimestre, cerca de 2,89 milhões de utilizadores que efectivamente usaram a Internet em banda larga móvel, menos 0,3% do que nos três primeiros meses do ano. Do total destes acessos, 1,04 milhões foram feitos através de placas ou modems.

Em Junho, a taxa de penetração de acesso fixo à Internet em alta velocidade era de 21,7 por cada 100 habitantes no caso dos acessos fixos, enquanto nos acessos móveis com utilização efectiva era de 27,2 por cada 100 habitantes.

Segundo o regulador, o ADSL continua a ser a principal tecnologia de acesso à Internet de alta velocidade em rede fixa, com quase metade dos acessos totais (47%), seguida do modem cabo, com 39,6%. A Internet sobre fibra óptica representou 13,3% dos acessos.

“A evolução destas formas de acesso ocorrida no segundo trimestre de 2012 é compatível com as respectivas tendências históricas”, explica a Anacom

Os números da Anacom mostram ainda que o grupo PT tem uma quota de 50,7% no segundo trimestre deste ano no segmento de acesso fixo à Internet de banda larga.

A quota do grupo PT aumentou 0,6 pontos percentuais em relação aos primeiros três meses do ano e mais cerca de 9,3 pontos percentuais desde o <i>spin-off</i> (separação) da PT Multimédia, que aconteceu em Novembro de 2007.

No segundo trimestre do ano, o grupo Zon registou uma quota de 32,6 por cento, menos 0,2 pontos percentuais em relação ao primeiro trimestre e um recuo de 0,3 pontos percentuais face a igual período de 2011, em termos de acessos de banda larga fixos.

Em relação às quotas de clientes activos de banda larga móvel, a TMN tinha 41,3% no segundo trimestre, mais 0,1 pontos percentuais em relação aos primeiros três meses do ano e mais um ponto percentual face ao período homólogo de 2011.

A Optimus tinha uma quota de 37,2 por cento, mais 0,3 pontos percentuais do que no primeiro trimestre deste ano e um aumento de 0,8 pontos percentuais em relação ao segundo trimestre de 2011.

Por seu lado, a Vodafone registou uma quota de 20,1%, menos 0,2 pontos percentuais em relação ao primeiro trimestre. Em termos homólogos, a quebra foi de 1,3 pontos percentuais.

A quota da Zon entre Abril e Junho era de 1,4%, menos 0,1 pontos percentuais em relação aos três primeiros meses do ano e uma quebra de 0,4 pontos em relação aos mesmos meses de 2011.

Em termos de tráfego no acesso à Internet de banda larga, a Anacom regista que se registou um aumento de 4% no segundo trimestre, “explicado sobretudo pela evolução ocorrida no tráfego da banda larga fixa, com um aumento de 4,5 pontos percentuais, o que representa cerca de 96,2 por cento do total”. O tráfego de acesso à Internet móvel diminuiu 7,3 por cento.

De acordo com o Barómetro Telecomunicações, da Marktest, no segundo trimestre a mensalidade média do serviço de acesso à Internet individualizado era de 21 euros no caso da Internet fixa e de 15,7 euros no caso da Internet móvel através de  placas/modem. A mensalidade de Internet com acesso através do telemóvel foi, no mesmo período, de 9,8 euros.




Deixe o seu comentário