Jun
25

0


O Google lançou mais um formato para ver vídeos em realidade virtual no YouTube: chama-se VR180 e, como o nome indica, corta o formato tradicional de vídeos imersivos – a 360 graus – ao meio. Apesar do potencial da realidade da realidade virtual ser explorar um ambiente livremente, e em todas as direcções, a empresa percebeu recentemente – ao utilizar mapas de calor para ver quais as zonas mais focadas pelos expectadores dos vídeos em 360 graus do Youtube – que a maioria (75%) não se vira para trás nestes espaços virtuais.

Por isso, o novo formato VR180 permite explorar apenas o que já está à frente do utilizador. A novidade foi anunciada pela directora executiva do YouTube, Susan Wojcicki, durante a Vidcon 2017, uma conferência internacional de vídeos online que acontece todos os anos na Califórnia.

“A questão é que filmar vídeos em realidade virtual em 360 graus não é fácil para a maioria dos criadores e algumas câmaras de realidade virtual não são baratas”, acrescentou Wojcicki, durante a apresentação do novo projecto, que é uma colaboração entre o YouTube e a equipa de óculos virtuais do Google, a Daydream. O novo formato deve “tornar mais fácil e acessível a qualquer um fazer vídeos em realidadevVirtual”.

Os vídeos podem ser vistos a duas dimensões, ou como uma experiência de realidade virtual através dos Daydream (os óculos de realidade virtual do Google), dos óculos de realidade virtual da Sony ou do Cardboard, os óculos de cartão que o Google desenvolveu para permitir o acesso a esta tecnologia a um baixo custo.

 Apesar da novidade, o formato não vai substituir os vídeos a 360 graus que continuarão a poder ser filmados e vistos no site. O novo formato – que também funciona em vídeos ao vivo – é apenas mais uma forma do Google continuar a explorar o potencial da realidade virtual.

Os vídeos podem ser filmados com qualquer câmara, mas a equipa da Daydream do Google também está a desenvolver câmaras concebidas, especificamente, para filmar este tipo de conteúdo com uma elevada qualidade.

A realidade virtual é uma área em que a empresa tem investido continuamente. Desde Fevereiro que o browser do Google, o Chrome, também é compatível com uma tecnologia que permite mostrar directamente conteúdos de realidade virtual através da Web, sem necessidade de uma aplicação adicional.

No geral, o mundo da realidade virtual tem sido uma apostas das grandes empresas tecnológicas: nos primeiros três meses de 2017 foram vendidos 2,3 milhões de óculos de realidade virtual e aumentada (uma subida de 77,4% em relação ao mesmo período do ano passado), segundo dados da empresa de análise de mercado IDC.

Autor: Publico.pt – Tecnologia




Deixe o seu comentário