Abr
8

0


O professor de Psicologia, Pedro Sales Rosário, diz que se devia seguir a regra de 10 a 15 minutos no primeiro ano de escola, tempo que iria aumentando nos anos seguintes. Mas há pais que afirmam que as crianças demoram uma hora por dia a fazer os TPC. O investigador do ISPA, José Morgado, insiste que no 1.º e 2.º ciclos as crianças “precisam de tempo para brincar, que é coisa que na vida de muitos está em vias de extinção”. Pedro Santos, pai da Mafalda, de sete anos, também questiona se a actual geração de pais não anseia que os filhos “aprendam o mais cedo possível”. “Existe uma espécie de obsessão de precocidade em que a escola também se deixa muitas vezes enredar”. O PISA de 2006 sugere que é sobretudo a qualidade das aulas, mais do que o tempo global de aprendizagem, que faz a diferença, uma vez que os alunos de países bem classificados passam menos tempo a estudar fora da escola, em explicações, estudo individual ou TPC.




Deixe o seu comentário