Jan
15

0



É um mercado pouco habitual para a estreia de um telemóvel, mas servirá ao Google para testar o seu Projecto Ara, um telemóvel composto de vários blocos com diferentes funcionalidades que podem ser escolhidos pelo utilizador.


O anúncio foi feito nesta quarta-feira, na conferência anual dedicada ao aparelho. 

O Ara é um telemóvel com vários módulos, cada qual com uma função. Há, por exemplo, um módulo para a bateria, outro para a câmara, outro ainda para o processador. O conceito é que os utilizadores possam criar um telemóvel à medida das respectivas necessidades (uma bateria extra, espaço para dois cartões SIM, mais memória) e que possam trocar de forma simples um componente caso este se avarie. Os blocos são simplesmente encaixados na estrutura principal, sem necessidade de conhecimentos técnicos.

A ideia do Ara é que exista um ecossistema de criadores destes componentes a vender todo o tipo de blocos, que poderão mesmo ter funções que normalmente não se encontram no telemóvel. O aparelho funcionará então como uma plataforma, de forma semelhante ao que acontece com as aplicações para os sistemas operativos.

O Projecto Ara estava nas mãos da Motorola, que foi comprada pelo Google e entretanto vendida à chinesa Lenovo.

A escolha de Porto Rico foi explicada com o facto de haver empresas de telecomunicações dos EUA a operarem naquele país, com a grande adesão da população ao acesso à Internet através do telemóvel e com um mercado diversificado, em que os consumidores compram aparelhos de todas as gamas.

Os responsáveis do Ara já tinham anunciado que o preço do aparelho deverá oscilar entre os 50 e os 100 dólares.



Autor: Publico.pt – Tecnologia




Deixe o seu comentário