Dez
6

0


A multinacional norte-americana Uber comprou a start-up de inteligência artificial (IA) Geometric Intelligence, criada na Universidade de Nova Iorque. Os 15 especialistas em IA que a integravam vão formar uma nova equipa, a Uber AI Labs, dedicada a explorar todas as aplicações desta tecnologia de ponta na plataforma.

A start-up, formada por professores e investigadores de várias universidades norte-americanas, trabalhava no desenvolvimento de novas formas de aprendizagem automática, inspiradas na ciência cognitiva, que dependem de cada vez menos informação para tomar decisões.

Segundo a BBC, os objectivos da nova equipa, criada no seio da Uber, passam por desenvolver tecnologia que consiga prever, com exactidão, o estado do trânsito numa determinada área. Mas não só: os carros voadores também passam pelos planos da empresa.

“[Estes carros] vão permitir que as pessoas façam viagens a 120 ou 240 quilómetros por hora, mesmo em situações em que ficariam presas no trânsito. Não é um futuro assim tão distante, e vai ser bastante prático”, diz Gary Marcus, co-fundador da Geometric Intelligence, citado pela BBC.

 A inovação será uma das grandes apostas da multinacional norte-americana, diz Jeff Holden, executivo de produção da Uber. Por isso é que a empresa já está a fazer os primeiros testes com automóveis autónomos, em Pittsburgh e São Francisco. Durante a fase de testes, estes veículos ainda vão ter uma pessoa ao volante, para intervir em caso de necessidade, mas o objectivo é que se tornem completamente autónomos.

Autor: Publico.pt – Tecnologia




Deixe o seu comentário